segunda-feira, 13 de junho de 2011

Mulher Solteira Procura

Aí depois de deprimir, arrancar os cabelos e choramingar, você percebe que nada disso vai te fazer melhor, assim sendo, cara lavada, semana passada, sobe no salto e se joga na pista, e não vai esquece do make! ... AI QUE PREGUIIIIÇA. Mas vamos as opções:


1) Night. Aí páááára que eu tô velha. Ok ok, você aceita o convite da amiga fervida, mas com algumas condições. Nada de festinha moderninha, aquela que as moças só fazem carão e voltam lisas pra casa. Nada de festinha cool, onde, desconfio eu, que a entrada é permitidaa apenas aos nascidos nos anos 90. Condições aceitas e local escolhido, lá vai você, maqueada, no saltão, lança um decote, bebe um wisky antes de sair e se joga. Só tem criança na festa, mas a bebiba é liberada, porque a idade permite pagar pela área VIP. Receita pra dar merda! Mas confesso que me diverti. Estou até pensando em repetir. (ai socorro acho que colocaram alguma coisa na minha bebida... não, não sou eu falando isso.)

E aí no outro dia você descobre um brinco que não te pertence enbolado aos lençóis da SUA cama... OH GOSH, eu jurava que a piranha estava morta. Tolinha!

Besos ressacudos,
Cames

4 comentários:

Ludmyla Almeida disse...

Eu tenho uma péssima mania de recusar o programa, reclamar dele, mas se crio um centímetro de coragem pra fazê-lo acabo curtindo. Já te disse sair da zona de conforto é realmente desconfortável! =P

Em relação a geração nascida na década de 90 tenho a impressão que são todas gays ou pelo menos estào abertas ao desconhecido.

Clebs disse...

Semana passada??? Dessa eu não sabia!!!!

Pitty que Pariu disse...

Menina...relatos que oscilam entre a comédia e o drama. Fica de positivo a concepção dinâmica da coisa.
Pessoalmente ando saindo bem mais do que gosto ou aguento, e roubada é o segundo de 9 entre 10 saídas. Os amigos desses momentos são os da categoria "quanto pior, melhor". E todo domingo vou dormir arrebentada me prometendo que no final de semana seguinte farei tudo diferente.
Para fechar com teor edificante, quando me deparo em situações adversas a grandeza de espírito sussurra sorridente: tá na merda, rola.

Ellen disse...

Eu tambem to saindo agora pela cidade... e vi que cada vez mais so tem crianças,...afff....